Ileides Muller

Feliz é o poeta que traduz a vida e reinventa a rotina.

Textos


O MACAQUINHO

Um macaquinho abelhudo
Meteu a mão num buraco
Levou um susto tão grande
Pois era a toca de um rato.

O rato, muito assustado,
Saiu da toca ligeiro.
- Tome cuidado, macaco!
Não entre no meu terreiro!

O macaco ainda trêmulo
Disse: - Desculpe ratinho,
Pensei que era o buraco
Do danado coelhinho.
Ileides Muller
Enviado por Ileides Muller em 02/06/2017
Alterado em 09/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar a autoria: Ileides Muller.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras