Ileides Muller

Feliz é o poeta que traduz a vida e reinventa a rotina.

Textos


PANTANAL

A beleza pantaneira
vai desde o voar da garça
que se espraia pelo céu,
até a espiral da sucuri
que balança os camalotes
no extremo azul dos riachos.

O Pantanal faz fronteira
com ninhais de tuiuiús
e com revoadas de aves
sobre as flores dos ipês.

Suas águas buliçosas
dormem fora dos rios
na cama dos jacarés
e empurram a geografia
para além das divisas.

Pantanal,
líquida paisagem
descontinuando limites.


(Do livro: Poemas para fim de tarde, p.70)
 
Ileides Muller
Enviado por Ileides Muller em 02/07/2017
Alterado em 02/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar a autoria: Ileides Muller.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras