Ileides Muller

Dormi semente, acordei flor. É dia de poesia!

Textos


ANTIGA MORADA

casa da minha infância
habitada por ausência,
sem cadeiras na varanda,
sem beija-flores na janela
e sem tardes de domingo
de tristeza adoeceu
e de silêncio,
morreu.

Dentro do jardim sem flor
ainda vicejam auroras,
meus primeiros poemas,
pétalas de amor.
Ileides Muller
Enviado por Ileides Muller em 08/01/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras